Cookies nos ajudam na concessão de serviços. Ao aceitar usar os nossos serviços você aceita também o uso de cookies.
Saiba mais Entendi
Dakar 2017
Roboforex is an official sponsor
of "Starikovich-Heskes Team"
at the Dakar 2017
Principal / Análitico Forex / Forex Análises & Previsões / Análise Fundamental Forex / BCE prepara um "presente" de ano novo para os traders. Análise Fundamental em 26/10/2015
Faça sua Pergunta
Não encontrou a informação que você precisa? Faça sua pergunta e tenha a resposta online!
Entrar no Bate-Papo
Ou digitar seu número de telefone no formulário abaixo e nós ligamos de volta para você agora mesmo.
Ligar de volta




BCE prepara um "presente" de ano novo para os traders. Análise Fundamental em 26/10/2015

26.10.2015

BÔNUS EM DINHEIRO SÓ ATÉ 01/11/2015
Já é cliente, então apenas deposite em sua conta de negociação através do 
sistema SKRILL e ganhe até 115% sobre CADA depósito. 
Não é cliente? Abra uma conta e ganhe o bônus de 30 DÓLARES
PEGUE SEU BÔNUS AQUI!

BCE prepara um "presente" de ano novo para os traders

O evento mais esperado da última semana foi a reunião do BCE e a seguir a conferência de imprensa por Mario Draghi. Nas atuais circunstâncias em que a economia da zona do euro realmente não está com muita pressa para se erguer, sendo quase inevitável que o mercado não perceba a possibilidade de continuidade da política de flexibilização pelo regulador. A questão foi apenas a partir de que lado o BCE prefere iniciar - expandir a compra de ativos ou reduzir a taxa de depósito.

Na verdade, aqui é que está a grande surpresa, pois quando Draghi disse que o regulador está pronto para baixar as taxas, e expandir a "flexibilização qualitativa" (atualmente o limite do programa é de 1,1 trilhões de euros). É lógico que o eurodólar reagiu a tais declarações com colapso enorme. Provavelmente que a decisão final seja tomada na última reunião do BCE neste ano (03 de dezembro), o poderá ser um bom presente de ano novo para os traders.

Vale a pena notar que os resultados do segundo trimestre o PIB da Zona do Euro apresentou um aumento de 0,4%. No entanto, os dados atuais da Alemanha, que é a maior economia da união monetária, não infundiram otimismo por causa da queda nas exportações ao longo dos últimos seis anos. E isso está relacionado com a queda contínua na demanda da China, sendo as suas relações comerciais respondem por um quarto das exportações de toda a Europa.

Por conseguinte são muitas as dúvidas quanto à eficácia das medidas atuais. 6000Se ocorrer como se espera, o BCE poderá elevar o limite de compras mensais de ativos dos atuais 60 bilhões de euros até 80 bilhões, sendo pouco provável que isso possa expandir dramaticamente a economia europeia para o crescimento. O mais certo é que isso provavelmente apenas ameniza a provável volta do PIB para valores negativos, bem como apoia um pouco a inflação que novamente permanece em torno de zero.

Mais interessante é o fato de que, quando, em setembro do último ano a taxa de depósito foi reduzida para um nível negativo de -0,2%, em seguida, Mario Draghi disse que isso seria "o limite inferior do índice". No entanto, durante este período uma série de países fora da zona do euro (por exemplo a Dinamarca que consideramos numa analise anterior) reduziu sua taxa de depósito para valores ainda mais negativos, e também o efeito destas medidas foi muito controverso.

Em geral, uma série de programas para salvar, isto é, cortes no orçamento, países da zona do euro atingiram em cheio a demanda doméstica. Alemanha colocou como exemplo para todos a sua economia voltada para a exportação. E agora, quando há problemas com as exportações, a procura interna é extremamente fraca, a economia simplesmente não tem para onde crescer. Além disso está certo mais uma vez Mario Draghi que há anos insiste que a solução de problemas deve contar com a participação ativa dos governos nacionais.

BCE prepara um "presente" de ano novo para os traders. Análise Fundamental em 26/10/2015


Se para a economia da zona do euro o efeito de todas as mais recentes e futuras decisões do BCE ainda são altamente questionáveis, para os mercados esse efeito é óbvio. O movimento do BCE para uma política de flexibilização e os planos do Fed de aumentar as taxas antes do final do ano, definem uma tendência bastante clara na queda ainda maior do eurodólar. Se na semana saírem dados negativos sobre a inflação na zona do euro então essa tendência poderá ser acelerada de forma ainda mais forte.

Departamento de Análise da Empresa RoboForex


Prezado leitor!

Você pode ver sem autorização não mais do que dois materiais analíticos por dia e não mais do que 10 por meses. Para continuar a leitura de nossas análises e previsões cadastre-se ou faça login no seu Gabinete Pessoal.

Atenção!

As previsões dos mercados financeiros são uma opinião particular do autor. A presente análise não é um guia para o comércio. A Empresa RoboForex não é responsável pelos resultados que podem ocorrer quando se utiliza as recomendações comerciais desta previsão ou análise.